11 de mar de 2013

Inacabado


Palavras,
frágeis, fracas e vazias,
Quando a conexão que havia,
Não mais satisfaz.

Sem execução,
Sem sentimento,
Só preocupação,
Tormento.

Constatar o óbvio,
Não evolui, te poda,
Te nutre ódio,
Incomoda.

Ah o novo,
Frescor, sorrisos,
Calor, removo,
Fica só o que preciso.

Paixão,
Abobado,
E o futuro?
Inacabado!

14 de nov de 2012

Haikai Guilhermino de catorze onze doze.



Haikai Guilhermino de catorze onze doze.



Populismo, mensalão.
Povo tolo, nada novo.
Shh... hora da seleção.

18 de jul de 2012

Estados de se Perder...



Gelo, sê-lo inteiro um nevoeiro, máscara do que se é.
Água, mágoa deságua em lágrimas, lástimas do que não foi.
Vapor, apenas o que sobrou, do que poderia, mas não vai ser.





photo: haglundc

5 de mai de 2012

Love

















Mesmo por algum momento,
Por afeição, encantamento,
Paixão ou ardor,
Amor.


4 de mai de 2012

The worst and most sickening clip of the world

Eu gostaria de acreditar que a interpretação do fim do calendário Maia era simplesmente uma falta de espaço em alguma rocha para continuar o desenho, e que eles acreditavam que quando chegasse ao fim desse era apenas necessário continuar de onde pararam. Um alinhamento de astros não pode ser nocivo ao planeta Terra, diz a ciência, e também acreditava nisso. Mas 2012 chegou, e após uma pequena análise superficial digo que COM CERTEZA será o fim da humanidade. kkkkkkkkkkkkkkkkk...


27 de abr de 2012

13 de abr de 2012

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...